Restrições - Sindicarga

Restrições

post

Publicado novo decreto (42.272) que dispõe sobre a circulação de veículos de carga e operação de carga e descarga no Rio de Janeiro

Após o TRC-RJ ser surpreendido, no dia 15/09, com a publicação do Decreto RJ 42.252, que praticamente ratificava as restrições estabelecidas durante o período dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, o presidente da FETRANSCARGA, Eduardo Rebuzzi, agendou reunião com o Prefeito Eduardo Paes, realizada terça-feira última (20/09). Na pauta, entre outros itens a serem discutidos, o abastecimento da cidade, a operação no Porto do Rio de Janeiro e propostas dos segmentos prejudicados.
A iniciativa, antecipada e firmemente apoiada pelo presidente do SINDICARGA, Francesco Cupello, contou ainda com a adesão de um grupo de empresários e de transportadores portuários – como Donizeti Pereira e Charles Souza Araújo –, que se dispôs a participar da reunião e defender o setor.
No dia 19/09, véspera do compromisso com o prefeito, Eduardo Rebuzzi, também presidente do Conselho de Logística e Transporte da ACRio (Associação Comercial do Rio de Janeiro), promoveu, em caráter excepcional, reunião para debater o Decreto 42.252 com vários membros desse Conselho interessados na questão.
À reunião na prefeitura, que resultou proveitosa, seguiu-se ainda um outro encontro determinado por Eduardo Paes, na CET-Rio (Companhia de Engenharia de Tráfego do Rio de Janeiro) para novas e necessárias definições.
Ficou, então, acertada a revogação do Decreto 42.252, dando lugar ao de nº 42.272, com a nova regulamentação e a criação (art. 9º) de uma “Comissão Especial para atualizar as normas estabelecidas nesse Decreto”.
Esta Comissão será composta por representantes da Secretaria Municipal de Transportes, da Companhia de Engenharia de Tráfego e de entidades representativas de setores de transportes, logística e distribuição de cargas. Caberá à Secretaria Municipal de Transportes nomear e oficiar os setores envolvidos para indicar seus respectivos representantes.
A Comissão Especial deverá concluir seus trabalhos num prazo de 60 (sessenta) dias, contados a partir de sua instituição.
Trabalho recompensado, o presidente Eduardo Rebuzzi parabenizou e agradeceu a colaboração de todos os envolvidos na empreitada. Que continua.

Confira, abaixo, a matéria do G1 Rio – 21/09/2016.

Rio volta atrás em suspensão de caminhões na Av. Brasil e na Zona Sul
‘É melhor para o trânsito, mas pior para a economia’, disse Paes.
Diversos pontos da cidade seguem com a proibição.

A Prefeitura do Rio voltou atrás na decisão de manter a suspensão de circulação de caminhões na Avenida Brasil e pontos da Zona Sul, que valeu para várias vias da cidade durante a Olimpíada. A decisão, publicada em decreto no Diário Oficial do Município nesta quarta feira (21), foi tomada após reuniões com a federação e o sindicato de transporte de cargas, e representantes de distribuidores de cerveja, refrigerantes e de supermercados, que reclamaram do aumento de preços no setor em até 30%.

“Tive uma reunião com representantes ontem, e eles me passaram que as vendas diminuíram, com números muito impactantes. É melhor para o trânsito da cidade, mas é pior para a economia”, explicou o prefeito, após plantio de mudas de árvores para a floresta que será plantada no Parque Radical, em Deodoro, na Zona Norte do Rio.

Continua proibida, no entanto, a circulação de caminhões na Francisco Bicalho, Ministro Ivan Lins, Geremário Dantas, Visconde de Niterói, além de outras áreas do Centro, São Cristóvão e Jacarepaguá, 6h às 10h e 17h às 21 horas.

Confira as áreas onde a proibição segue vigente apenas nestes horários:

– Av. Francisco Bicalho;
– Av. Francisco Eugênio;
– Av. Bartolomeu de Gusmão;
– Rua Visconde de Niterói;
– Praça Guilhermina Guinle;
– Rua Senador Bernardo Monteiro;
– Largo de Benfica;
– Av. Dom Helder Câmara;
– Viaduto de Cascadura;
– Praça José de Souza Marques;
– Rua Ângelo Dantas;
– Rua João Vicente;
– Estrada Henrique de Melo;
– Estrada Intendente Magalhães;
– Largo do Campinho;
– Rua Cândido Benício;
– Largo do Tanque;
– Av. Geremário Dantas;
– Praça Professora Camisão;
– Estrada de Jacarepaguá;
– Av. Engº Souza Filho;
– Estrada do Itanhangá;
– Estrada da Barra da Tijuca;
– Ponte Nova;
– Praça Euvaldo Lodi;
– Av. Ministro Ivan Lins.

Confira as áreas onde a circulação de caminhões é proibida entre 6h e 21h, de segunda-feira a sexta-feira, em dias úteis:

– Av. Francisco Bicalho;
– Av. Paulo de Frontin;
– Rua Estácio de Sá;
– Rua do Riachuelo;
– Av. Beira Mar;
– Trevo Estudante Edson Luiz de Lima Souto;
– Av. General Justo.